Connect with us

REDAÇÃO

Com funk ‘Fogo no Parquinho’, Kaysar Dadour se lança como compositor e cantor

Publicado

em

Foto: Divulgação

Ele ficou famoso durante sua participação no Big Brother Brasil (Globo). Pouco tempo depois, mostrou que não pararia por aí e iniciou sua carreira como ator. Agora, Kaysar Dadour, 31, investe também como cantor. O sírio, que ficou em segundo lugar no BBB 18, lança nesta sexta-feira (5) o funk “Fogo no Parquinho”, como uma homenagem ao reality que o consagrou.

Kaysar conta que a letra de sua primeira música, escrita em parceria com Zain e Bressan, e produzido pela Kazulo, fala de tudo no programa: do paredão; do apresentador, Thiago Leifert; do diretor, José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho, que ele chama carinhosamente de “big boss”; e do humorista Rafael Portugal, do quadro CAT BBB, que estreou no ano passado.

Nem mesmo a apresentadora do programa Mais Você (Globo), Ana Maria Braga, ficou de fora da música. O programa dela é o primeiro que os brothers eliminados visitam após deixarem a casa. “Eu sou muito grato ao BBB por tudo que fez, mudou a minha vida. Tenho orgulho de ter participado dele”, disse ele, que perdeu o prêmio de R$ 1,5 milhão para a acreana Gleici Damasceno, 25.

Kaysar disse que desde que chegou ao Brasil se apaixonou pelo funk, ritmo que não conhecia quando vivia no seu país, a Síria. No BBB 18, começou a dançar funk e não parou mais. A aproximação com a música foi aumentando ainda mais, tendo participado como ator dos clipes “Chacoalhando”, do Mc Leléto, e “Vai ficar querendo”, do Mc Don Juan, ambos em 2018.

Em dezembro, o ator estreou cantando funk, com o MC Bin Laden, a música “Funk das Arábias”. “Já ouviu alguém cantar em árabe funk? Você verá. Sei que o ano é de superação, mas o som vem muito dançante para curtir e tirar onda”, escreveu MC Bin Laden na ocasião em suas redes sociais.

Kaysar falou que antes de chegar ao Brasil não pensava em gravar músicas, mas costumava cantar junto com os amigos na Síria. Segundo ele, isso é normal na cultura do seu país. “A gente canta muito amor e sofrimento, música árabe é muito sofrimento”, disse. Mas agora o sírio decidiu investir nesta nova carreira, sem deixar a carreira de ator.

Animado, ele conta que tem feito aulas virtuais de violão desde o início da pandemia de Covid-19, no ano passado. “Estou aprendendo a tocar para mim as músicas que eu gosto. Tem que ter dom [para tocar o instrumento] e leva alguns anos para aprender. Estou no começo ainda”, falou.

Além da música, Kaysar tem estudado atuação e terminou de gravar recentemente “Me tira da Mira”, filme produzido por Cleo Pires e dirigido por Chien Hsi. Antes disso, o ator participou da novela “Órfãos da Terra” ​(Globo, 2019) e fez ‘Carcereiros – A Noite Sem Fim (2019), filme que foi dividido em partes para ser exibido em formato de minissérie na Globo.

“Ser ator é uma paixão e é algo que quero seguir para o resto da vida. Me encontrei na atuação, mas em paralelo tenho muitos outros projetos e sonhos. Não vejo a hora de poder subir no palco e mostrar minhas canções. Eu estou me apaixonando pela música assim como lá atrás me apaixonei pela atuação”, afirma.

Estudante de Jornalismo, gaúcho de Santa Maria, apreciador de um bom vinho, baladeiro de plantão; adora viajar, em especial para o 'velho mundo', desafios e interação com outras culturas.

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Termômetro

A GENTE TEM PAIXÃO EM INFORMAR, FOMENTAR E PROPAGAR TUDO SOBRE MÚSICA! Há 9 anos temos o prazer de criar conteúdo que informe e forme opinião para conectar ídolos, fãs e marcas. Inovação, responsabilidade, ética, imparcialidade, diversidade e consciência inclusiva representam a nossa filosofia. Copyright © 2011-2020 - Os Bastidores | On Stage Management - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Joás Sanct