Connect with us

REDAÇÃO

Roberto Carlos recupera na Justiça direito sobre obras produzidas de 1960 a 1990

Publicado

em

Foto: Divulgação

Rei acusava Universal de ter abandonado gestão contratual e pagar remunerações irrisórias

Roberto Carlos, 79, conseguiu na Justiça a rescisão de seus contratos de cessão de direitos autorais com a Universal Music. Em nota, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro confirmou que, com a decisão, feita na 2ª Vara Empresarial, tanto o Rei quanto Erasmo Carlos recuperam o direito sobre suas obras produzidas nas décadas de 1960 a 1990.

Parceiros há cinco décadas, os cantores e compositores acusam a editora de ter abandonado a gestão contratual e de pagar remunerações irrisórias pela execução de suas músicas por empresas de streaming, diz a nota. A medida é retroativa à notificação extrajudicial da empresa, realizada em julho de 2018.

A sentença da juíza Maria Cristina de Brito Lima reconheceu que os contratos alvo da disputa têm natureza de edição e declarou a inexistência de direitos autorais da empresa sobre as obras da dupla.

Professor da rede pública, ativista das causas ambientais, boêmio, conciliador, apreciador da música popular brasileira e colaborador do portal Os Bastidores

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Termômetro

A GENTE TEM PAIXÃO EM INFORMAR, FOMENTAR E PROPAGAR TUDO SOBRE MÚSICA! Há 9 anos temos o prazer de criar conteúdo que informe e forme opinião para conectar ídolos, fãs e marcas. Inovação, responsabilidade, ética, imparcialidade, diversidade e consciência inclusiva representam a nossa filosofia. Copyright © 2011-2020 - Os Bastidores | On Stage Management - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Joás Sanct