Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Os Bastidores
Redação

Moraes Moreira cai no choro com os bandolins de Armandinho e Hamilton de Holanda

Moraes Moreira

A voz de Moraes Moreira já perdeu o viço. Mas, se o cantor já não brilha como antes, o compositor continua em processo criativo.

Celebração – música inédita que o artista baiano apresenta em single lançado nesta sexta-feira, 11 de outubro, pela gravadora Biscoito Fino – chega ao mercado quatro meses após o xote autoral Só pensa naquilo, editado em junho no embalo dos arraiais do Brasil.

Celebração é um choro, gênero já entranhado no universo musical de Moraes Moreira desde os Novos Baianos, grupo que projetou o artista em escala nacional na virada dos anos 1960 para a década de 1970.

A ideia do compositor foi reverenciar a contribuição de mestres como Pixinguinha (1897 – 1973), Jacob do Bandolim (1918 – 1969) e Waldir Azevedo (1923 – 1980) ao gênero. Os três chorões, aliás, são citados nominalmente na letra de Celebração.

Moraes Moreira, Armandinho e Hamilton de Holanda

A gravação do choro Celebração é valorizada pelo luxuoso auxílio instrumental – e aí justifica-se plenamente o uso da expressão-clichê – dos toques do guitarrista (baiano) e também bandolinista Armandinho Macedo, do bandolinista Hamilton de Holanda e do violonista Yamandu Costa.

“Sonhei reunir neste choro os três que considero os músicos mais importantes do momento: Hamilton de Holanda, com sua categoria, é o Nilton Santos do Bandolim; Armandinho Macedo o choque, o toque do trio elétrico; Yamandu Costa o vento minuano que vem do sul”, caracteriza Moraes Moreira, que toca violão na gravação de Celebração.

Capa do single ‘Celebração’, de Moraes Moreira — Foto: Divulgação

Outros craques – como Henrique Cazes (no cavaquinho) e Celsinho Época de Ouro (no pandeiro e na percussão) – contribuem para a excelência instrumental do single do eterno novo baiano Moraes Moreira.

Publicações relacionadas

Deixe um comentário