Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Os Bastidores
Rock in Rio

Bon Jovi liga piloto automático e faz show mais concorrido do Rock In Rio

Quando abriu as vendas de seus ingressos, a organização do Rock In Rio viu o dia que tinha Bon Jovi como headliner se esgotar rapidamente.

Os motivos para isso ficaram bem claros na madrugada de 29 para 30 de Setembro quando o que mais se via na Cidade do Rock eram brusinhas e faixinhas da banda liderada por Jon Bon Jovi, atração mais esperada de todo Rock In Rio 2019.

Para agradar a multidão que ficou até altas horas da Segunda-feira acordada, o grupo ligou o piloto automático e enfileirou canções de diversas fases da carreira, começando com This House Is Not For Sale, faixa título do seu disco mais recente, de 2016.

Na sequência vieram sons que, mesmo que não contem mais com seus músicos no auge e a voz de Jon Bon Jovi não seja mais a mesma, empolgavam ao simples soar da sua primeira nota.

Hits como “You Give Love A Bad Name” foram ligeiramente mais celebrados, bem como momentos como a balada “In These Arms”, cantada pelo tecladista David Bryan, que parece ter emocionado público, vocalista e o músico que a entoava.

Bon Jovi no Rock In Rio

Da metade para o final do show, tivemos aquilo que todos já antecipavam: Jon Bon Jovi chamou uma fã ao palco para dançar em “Bed Of Roses”, mas aparentemente ela desceu cedo demais, e ele trouxe outra garota para perto.

Na segunda vez, o clima ficou intenso, teve troca de carinho, selinho e até tapa na bunda antes que a fã do Bon Jovi deixasse o palco.

Com o clima mais quente, veio a poderosa “It’s My Life” (favorita de Malvino Salvador) e “Lay Your Hands On Me”, quando o cantor foi para a plateia.

“Wanted Dead Or Alive” “Bad Medicine” anteciparam o bis que veio após um intervalo considerável e foi aberto com “Always”, muito aguardada pelo público.

O hit de 1994 levou a multidão à loucura mas foi claramente a performance mais fraca do vocalista na noite, com claras dificuldades para alcançar certas notas. Ainda assim, parte disso passou batida porque a plateia cantou o mais alto que pôde, tanto que em vários momentos Jon Bon Jovi jogou para o público e em um deles até mandou um “Help me!” ao microfone.

“Livin’ On A Prayer” encerrou os trabalhos do primeiro final de semana de Rock In Rio 2019 como no maior karaokê da face da Terra, deixando as portas abertas para os próximos shows que acontecem a partir de Quinta-feira (03/10).

Vale destacar que no set de 17 canções, doze delas são de discos lançados há pelo menos daus décadas, sendo algumas delas dos Anos 80, o que mostra que o grupo ainda baseia sua apresentação, principalmente em festivais como o Rock In Rio, em tiros certeiros e no piloto automático, sem margem para erros ou experimentações, mesmo que tenha anunciado um novo álbum para 2020 em entrevista ao Multishow. Pela reação do público e a quantidade que ali estava, parece que está de bom tamanho.

Setlist

  1. This House Is Not For Sale
  2. Born to Be My Baby
  3. Lost Highway
  4. You Give Love a Bad Name
  5. Roller Coaster
  6. We Weren’t Born to Follow
  7. Blood on Blood
  8. In These Arms (David Bryan on vocal)
  9. Have a Nice Day
  10. Keep the Faith
  11. Bed of Roses
  12. It’s My Life
  13. Lay Your Hands on Me
  14. Wanted Dead Or Alive
  15. Bad Medicine
    Bis:
  16. Always
  17. Livin’ On A Prayer

Publicações relacionadas

Deixe um comentário