Este Site de é protegido por Direitos Autorais, sendo vedada a reprodução, distribuição ou comercialização de qualquer material ou conteúdo dele obtido, sem a prévia e expressa autorização do seu CEO .

0%
Os Bastidores
Mera

Mera Festival: Angra dos Reis sedia em junho um grande Festival de Inverno, reunindo atrações nacionais e internacionais da MPB, Jazz, Blues e Rock’n Roll

Mera Festival

Uma das mais privilegiadas paisagens do litoral fluminense, o Porto do Frade, em Angra dos Reis, será palco do MERA Festival de Inverno, que reunirá música da melhor qualidade em uma grande estrutura para atender a um público de cerca de 3.000 pessoas por dia. O Festival acontece nos dias 21 (sexta-feira) e 22 (sábado) de junho, aproveitando o feriado de Corpus Christi, e mostrará em seu palco diversas vertentes musicais como MPB, Jazz, Blues e Rock’n Roll, reunindo um line-up de estrelas nacionais e internacionais.

Com foco em um público exigente e sofisticado, a marca MERA chega para incluir Angra dos Reis na rota das grandes produções e eventos do showbusinessnacional. O festival será montado em uma área de sete mil metros quadrados no campo de golfe do Frade, com bares, praça de alimentação assinada por grandes nomes da gastronomia, cenografia exclusiva e um Espaço KIDS, para proporcionar conforto e qualidade para toda a família e principalmente para a garotada. Aliás, crianças até 10 anos não pagam entrada.

Para realizar o evento, a promoter Carol Sampaio (CS) se reuniu aos empresários João Paulo Affonseca (PEEB), que assinou grandes eventos como os festivais Natura Nós, Planeta Terra, Tim Festival, Live Earth e mais de 300 turnês de artistas internacionais como Beyoncé, Iron Maiden, Metallica, Eric Clapton, Bruno Mars, entre outros, e Mac Chris, que possui em seu portfólio mega festivais e eventos como o Maquinária e SWU Festival, entre outros. Além do MERA Festival de Inverno, que deverá ter edições anuais, os novos parceiros se preparam para a realização do mais badalado réveillon que a cidade já abrigou, comandado pelo Jota Quest, com ingressos já à venda.

No primeiro dia, 21 de junho, o Mera Festival de Inverno recebe um dos primeiros shows da nova turnê de Nando Reis, “Esse Amor sem Preconceito”, que reúne os maiores sucessos do cantor/compositor com clássicos do rei Roberto Carlos. Um dos mais populares e premiados nomes da MPB, Lenine também sobe ao palco neste primeiro dia, que ainda terá a presença da diva do blues norte-americano Tia Carroll, trazendo ao Brasil a turnê de seu terceiro álbum “Survivor”. Ainda na sexta-feira, o público assistirá as performances da mais tradicional e aplaudida banda de blues do país, a Blues Etílicos, e da Orleans Street Jazz Band, uma das mais populares formações jazzísticas do país.

No sábado, dia 22 de junho, o palco será comandado pela energia dos Titãs, no show elétrico que celebra os 35 anos de carreira de uma das mais importantes bandas do rock nacional, além da apresentação de uma celebrada voz feminina da nova geração da MPB, a cantora Vanessa da Mata, com a turnê de “Quando Deixarmos Nossos Beijos na Esquina”. A cantora nova-iorquina Alma Thomas e o guitarrista argentino Victor Biglione se juntam em um show tributo à lendária diva Etta James. Para finalizar o sábado, o Mera Festival apresenta o casamento perfeito entre o blues e o rock’n roll com o show inovador dos Blues Beatles, além do retorno da Orleans Street Jazz Band.

Os ingressos para o Mera Festival também já se encontram disponíveis em www.sympla.com.br/merafestival

ATRAÇÕES

Nando Reis

Baixista, cantor, violonista e compositor, Nando Reis tornou-se conhecido em todo o país como baixista da banda de rock Titãs, que deixou em 2001 para seguir carreira solo. Ficou conhecido ainda como um dos maiores compositores da sua geração, criando sucessos como “Diariamente” (parceria com Marisa Monte), “All Star”, “O Segundo Sol” e “Relicário”, gravados por Cássia Eller; “Resposta” e “É Uma Partida de Futebol”, sucessos com o grupo mineiro Skank; “Do Seu Lado”, que ganhou versão do também mineiro Jota Quest e “Onde Você Mora?” e “Querem o meu sangue” gravadas pelo grupo Cidade Negra. Além de sua carreira com os Titãs e dos álbuns que assinou como produtor,  lançou 14 CDs em sua carreira solo, entre 1994 e 2015. Em 2014, seu álbum Sei Como Foi recebeu uma indicação ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock Brasileiro. Atualmente Nando Reis está de volta à estrada com a nova turnê Esse Amor Sem Preconceito, que estreia no mês de junho, e se baseia no novo álbum “Não Sou Nenhum Roberto, mas às Vezes Chego Perto”. O disco traz paralelos poéticos e musicais entre sua obra autoral e os clássicos de Roberto Carlos.

Titãs

Apontada pelos críticos como a banda nacional com um “repertório de qualidade inesgotável”, o grupo paulistano formado por Branco Mello (voz e baixo), Sergio Britto (voz, teclado e baixo), Tony Bellotto (guitarra) e agora acompanhados por Beto Lee na guitarra e Mário Fabre na bateria, reúne sucessos e criações seminais em 37 anos de carreira. Vencedores do Grammy Latino em 2009 e ganhadores do Troféu Imprensa de “Melhor Banda” por quatro vezes, os Titãs seguem em turnê com dois shows paralelos – o de lançamento de seu 15° disco Doze Flores Amarelas, junto a Titãs Trio Acústico, que revive em um show despojado, de clima mais íntimo, o álbum Acústico MTV (1997). No Mera Festival o grupo apresentará um show elétrico, incluindo alguns singles da ópera rock “Doze Flores Amarelas”, como “A Festa”, “Me Estuprem”, Canção da Vingança”, “É Você” e a faixa título, além de grandes sucessos como “Epitáfio”, “Flores”, “Sonífera Ilha”, “Pra Dizer Adeus” e muitos outros.

Lenine

Natural de Recife, mudou-se para o Rio de Janeiro no final dos anos 1970, onde começou a conviver com várias pessoas do mundo da música. Elba Ramalho foi a primeira cantora de sucesso nacional a gravar uma música sua. Depois vieram Fernanda Abreu, O Rappa, Milton Nascimento, Maria Rita, Maria Bethânia e muitos outros. Produziu discos de Maria Rita, Chico César e Pedro Luis & A Parede. Trabalhou em televisão com os diretores Guel Arraes e Jorge Furtado e no musical “Cambaio”. Em 2005 ganhou dois Grammy Latinos: um pelo melhor disco de música brasileira contemporânea e outro pela melhor canção brasileira. Seu novo projeto, o 13º disco de carreira traz o nome “Em trânsito” (2018): uma boa síntese do fazer artístico de Lenine, que se classifica como um cantautor: o artista que canta suas próprias composições. O álbum apresenta músicas inéditas e regrava composições de sua trajetória.

Vanessa da Mata

Natural do Mato Grosso, Vanessa mudou-se para Uberlândia aos 15 anos e lá começou a se apresentar em bares locais. Em 1992 foi para São Paulo, onde começou a cantar na banda Shalla-Ball e em 95 excursionou com a banda jamaicana Black Uhuru. Em 1997 conheceu Chico César e com ele compôs “A força que nunca seca”, gravada por Bethânia, o que lhe abriu as portas para o encontro com diversos outros artistas. Vanessa, uma cantora e compositora com 15 anos de carreira e premiada no Grammy Latino, atualmente roda o Brasil com a turnê Caixinha de Música, que traz um show inédito com novas composições, além de hits que fizeram da cantora e compositora matogrossense uma das maiores estrelas da MPB no país. Atualmente, Vanessa está na estrada com o show de lançamento de “Quando Deixarmos Nossos Beijos na Esquina”. O repertório do show é composto pelo primeiro single lançado, a ensolarada “Só Você e Eu”, além de “Nossa Geração”, “Vá Com Deus”, “Dance Um Reggae Comigo”, “Tenha Dó de Mim” (part. Baco Exu do Blues), a emocionante “Hoje Eu Sei”, a faixa título “Quando Deixamos Nossos Beijos Na Esquina”, entre outras tantas canções.

Tia Carroll

A cantora e compositora norte-americana Tia Carroll é conhecida por ser a Diva do Blues. Nascida em Richmond, California, Eua, começou a carreira profissional no final dos anos setenta, acompanhando o lendário bluesman Jimmy McCracklin e a cantora Sugar Pie DeSanto. Dona de uma voz impressionante e constantemente comparada à lendas como Tina Turner, Koko Taylor e Aretha Franklin, a cantora possui uma presença de palco sem igual e leva na bagagem os prêmios “West Coast Best Female Blues Vocalist”, “Traditional Blues Woman of The Year” e  “Band Leader of the Year”. Segue em turnê com o seu último álbum “Survivor” e dividirá o palco com Igor Prado, nome consagrado no blues nacional e internacional, e a power band Just Groove.

Etta James Tribute

Convidados a participar do tributo à cantora americana Etta James, Alma Thomas e Victor Biglione juntam a voz e a guitarra, respectivamente, para enaltecer os sucessos da cantora norte-americana. Victor Bliglione consagrou-se no Brasil e no estrangeiro como um dos maiores guitarristas e violonistas, ganhando o Grammy Latino pelo CD Crooner, gravado com Milton Nascimento. Alma Thomas, nascida em Nova York, com três discos na bagagem já participou do reality show The Voice Brasil e faz sucessos com as suas releituras de Red Hot Chili Peppers, Sivuca, Djavan, Rihanna entre outros grandes nomes da música.

Blues Etílicos

Formada pelo cantor e guitarrista Greg Wilson, o gaitista Flávio Guimarães, o guitarrista Otávio Rocha, o baterista Beto Wherter e o baixista Cláudio Bedran, a Blues Etílicos nasceu em 1985 e foi uma das primeiras bandas a tocar blues no Brasil, se apresentando com grandes astros internacionais durante a sua carreira, como como B. B. King, Robert Cray e Buddy Guy entre outros. Nesses 30 anos de estrada, com 10 CDs e um DVD na bagagem, a banda conquistou os mais diversos públicos, se tornando essa que é considerada hoje a mais criativa e popular das bandas brasileiras no segmento.

Orleans Street Jazz Band

Com mais de 10 anos de carreira, a Orleans Street Jazz Band é marca registrada nos principais festivais do país, como Rock in Rio, Bourbon Festival Paraty, Rio das Ostras Jazz & Blues, Bourbon Street Fest, Festival BB Seguros de Jazz & Blues, entre muitos outros. Inspirada nas famosas streetbands de New Orleans, que são a marca registrada da cidade americana, a banda tem na interação com o público o seu grande diferencial. O entrosamento dos instrumentos como sax, trompete, trombone, o banjo, a sousafone e o washboard embalam o público junto ao repertório surpreendente de ilustres temas do jazz com o tempero brasileiro. “Mercy, Mercy, Mercy”, por exemplo, se junta a “País Tropical”; “Bourbon Street Parade” ganha um sotaque especial e até o tema dos “Flintstones” entra na brincadeira.

Blues Beatles

Formada por Marcos Viana na voz principal, Flávio Naves no Hammond B3 e piano, Fred Sunwalkna na guitarra e backing vocal, Bruno Falcão no baixo e backing vocal, Fred Barley na bateria e backing vocal e Denilson Martins no saxofone e backing vocal, a banda Blues Beatles com apenas três anos de “vida” e dois álbum lançados, o segundo em 2019, é uma das bandas de blues brasileiras mais relevante do mercado nacional e a sensação do mercado internacional. Já se apresentou em festivais como Pipa Jazz & Blues Fest , Paraty Bourbon Fest , Ilha Bela Blues &Folk, Canoa Quebrada Blues Festival e retorna ao Brasil depois de uma série de shows em solo internacional, passando por cidades dos  EUA e pela Europa.

Deixe um comentário